Translate

DICAS PARA MONTAR SEU COMPUTADOR

MONTE SEU PC

Metade do ano se passou. Nesse tempo, a informática fez grandes avanços. Uma configuração planejada no primeiro semestre já não faz muito sentido agora, tanto pelo preço quanto pelo desempenho. Com isso em mente, o Tecmundo vai dar algumas dicas para você escolher certo na hora de montar seu novo computador.
Quando falamos em montar um PC, a máquina ideal não existe, afinal, o investimento e os propósitos de cada usuário é que vão definir a configuração perfeita. E considerando os atuais componentes, uma configuração de baixíssimo valor já satisfaz usuários que pretendem trabalhar com aplicativos simples.

Propósito do artigo

Hoje, vamos abordar alguns aspectos importantes dos principais componentes, assim você pode fazer a escolha certa e adquirir um computador adequado às suas necessidades. A maior parte deste artigo é destinada para usuários que pretendem montar uma configuração, pois na hora de comprar PCs de marcas conhecidas (como HP, Positivo, Space BR), não há muitas chances de escolha.
Considerando a realidade brasileira, sempre devemos lembrar que temos um orçamento limitado. Sendo assim, nossas dicas não serão focadas nos componentes mais potentes do mercado. Até porque citar os componentes mais “fortes” e relatar que eles rodam qualquer aplicativo é uma ideia um tanto quanto óbvia. Assim, separamos alguns aspectos importantes a serem observados na hora da compra.

Processador: barato e adequado

Optar pelo processador mais potente está fora de cogitação, pois não existe necessidade de utilizar o modelo mais avançando para realizar quaisquer tarefas. Todos os aplicativos que você imaginar vão funcionar perfeitamente em CPUs de dois, três, quatro e seis núcleos.
Basicamente, a diferença que existe está no tempo em que uma mesma tarefa é realizada. Isso significa que um modelo de dois núcleos pode demorar um pouco mais para processar do que outro de quatro núcleos, no entanto, ele vai processar os dados de qualquer forma. Considerando que existem muitos modelos, separamos nossas dicas em três partes. As primeiras recomendações são para usuários que pretendem ter um PC de alto desempenho.

Jogos e desempenho

O processador não é peça fundamental na hora de executar games. Ainda que seja necessário um modelo que trabalhe em alta frequência, não existe a obrigatoriedade de adquirir um produto top de linha. Nossa dica é optar por um modelo razoável (de dois ou quatro núcleos) para jogos e edição de vídeo. Confira alguns processadores para esses tipos de tarefas:

·         Intel Core i3 de segunda geração - a partir de R$ 260
·         Intel Core i5 de segunda geração - a partir de R$ 380
·         AMD Phenom II X2 - a partir de R$ 180
·         AMD Phenom II X4 - a partir de R$ 220